Idade média da reforma baixa para 62 anos

Portugal é dos países mais envelhecidos da UE.

Em Portugal, as pessoas reformam-se, em média, aos 62 anos de idade e recebem uma pensão da Segurança Social durante cerca de 18 anos. Os dados foram apresentados por Maria João Valente Rosa, directora do projecto PORDATA, durante a conferência "Envelhecimento: Encargo ou Oportunidade Económica?".

A responsável, que fez o enquadramento demográfico e social do País, salientou que as pessoas estão a reformar-se cada vez mais cedo, havendo cada vez menos trabalhadores por pensionista. Há dez anos, a idade média para a reforma era de 64 anos, registando-se uma queda para os 62 anos em 2011 no que respeita aos reformados da Segurança Social. Os pensionistas do Estado, por sua vez, reformam-se, em média, aos 60 anos. O número de activos por pensionista é de 1,6 pessoas, contra os dois existentes em 1990.

Segundo os dados apresentados, tendo por base o último recenseamento da população (Censos 2011), dos 10,6 milhões de residentes em Portugal, "mais de dois milhões de pessoas têm 65 ou mais anos". Há 50 anos, este grupo de indivíduos eram cerca de 700 mil, o que significa que, neste período, houve um acréscimo de mais de um milhão de pessoas neste grupo etário. Em contrapartida, o grupo dos jovens, com menos de 15 anos, perderam mais de um milhão de pessoas. Esta evolução veio "alterar significativamente a composição etária da população portuguesa", disse Maria João Valente Rosa . Assim, em 1960, o número de pessoas idosas por cada 100 jovens era de 27 e, segundo os dados do último recenseamento da população, esse valor era já de 129.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 08:29 | favorito
tags: