Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Reforma

Tudo sobre a reforma, aposentação e reformados...

Tudo sobre a reforma, aposentação e reformados...

Reforma

18
Jan13

55% dos novos reformados da função pública tem menos de 60 anos

adm

FMI alerta que cortar pensões mais altas pode aumentar informalidade

O FMI diz que é possível melhorar a equidade no regime de pensões mas alerta que cortes nas pensões mais elevadas podem aumentar a informalidade.

De acordo com o documento que acompanha o relatório do artigo IV, o enfoque "na redução de benefícios nas pensões mais altas poderia potencialmente erodir a ligação entre contribuições e prestações e aumentar incentivos à informalidade".

Ainda assim, o FMI volta a sugerir cortes nas actuais pensões (sobretudo no caso da função pública onde a reforma é mais elevada), a harmonização de fórmulas de cálculo para os futuros reformados e o aumento da idade de reforma.

Tudo isto para reduzir a despesa com pensões e aumentar a equidade do regime, diz o documento. O FMI salienta que a despesa com pensões, embora elevada, não é eficiente a reduzir a pobreza entre idosos. Até porque 40% do gasto com pensões é dirigido aos 10% no topo da distribuição de rendimentos da população. 

Os dados do relatório indicam ainda que cerca de 55% dos novos reformados da função pública tinha menos de 60 anos de idade em 2012. Já na Segurança Social, esta percentagem baixa para 16,9%.

Só este ano a idade legal de reforma dos funcionários públicos subiu para 65 anos, uma vez que vinha aumentando gradualmente até aqui. Em 2013, o Governo decidiu acelerar este processo. Por outro lado, os funcionários públicos continuam a poder reformar-se, embora com penalizações, antes desta idade. Já na Segurança Social, onde a idade legal de reforma é de 65 anos, as reformas antecipadas estão congeladas desde Abril do ano passado. Este regime só está aberto para desempregados de longa duração.

O documento refere ainda que 35% da despesa com pensões é destinada a pensionistas do Estado, embora estes representem apenas 15% do total. E a pensão média na função pública é três vezes superior à da Segurança Social.

fonte:http://economico.sapo.pt/

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D