Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reforma

Tudo sobre a reforma, aposentação e reformados...

Tudo sobre a reforma, aposentação e reformados...

Reforma

15
Jan13

Aumento da idade da reforma motiva corrida às pensões antecipadas

adm

O Estado já aprovou 20 mil e estão pendentes cerca de 34 mil pedidos de reforma de funcionários públicos.

O aumento da idade da reforma está na origem da maior corrida de sempre às reformas, no sector público, em 2012. A Caixa Geral de aposentações, de acordo com números do “Diário Económico”, aprovou 20 mil e estão pendentes cerca de 34 mil pedidos de reforma. 

Do bolo total de reformas solicitadas, perto de 25 mil são pedidas por antecipação, ou seja, com penalização. 

E qual o impacto desta corrida para o Estado? Na opinião de Jorge Bravo, economista especializado em sistemas de Segurança Social, há dois factores a ter em conta. 

Primeiro, a “qualidade dos serviços públicos” pode ficar comprometida caso o Estado opte por “não substituir esses funcionários” em áreas como a educação, saúde ou segurança. O outro facto, segundo Jorge Bravo, é de natureza financeira: a “reforma dos funcionários públicos transfere a responsabilidade para o orçamento da Caixa Geral de Aposentações e se as pessoas se estiverem a reformar de forma muito antecipada, sofrem penalizações, o que pode, num primeiro momento, reduzir o impacto em termos de orçamento anual”. 

No entanto, o economista alerta para o facto de a reforma antecipada significar “que as pessoas também vão estar mais tempo a receber pensões”. 

Estes são factores que o Estado deve ter em conta mas importa, também, observar o fenómeno do ponto de vista da pessoa que decide reformar-se prematuramente e, portanto, com penalização. 

O professor Jorge Bravo lembra que, na hora de decidir, importa ponderar bem algumas variáveis, porque a “antecipação da idade da reforma com penalização significa que as pessoas assumem que vão receber sempre uma pensão inferior àquela que receberiam se permanecessem no mercado de trabalho até completarem a sua carreira contributiva”.

fonte:http://rr.sapo.pt/i

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D