Pensão média será metade do salário em 2025

Dentro de 12 anos a pensão média da Segurança Social será de 561,7 euros e as reformas do Estado vão atingir os 1.587 euros.

A pensão média da Segurança Social vai equivaler a 50,6% do salário médio em 2025, o que corresponderá a cerca de 561,7 euros. Já a reforma média da Caixa Geral de Aposentações (CGA) representará, nessa altura, 89,6% do salário médio, ou seja, atingirá 1587 euros.

Os valores foram apresentados hoje pelo Professor Jorge Bravo na conferência Repensar a Segurança Social, que decorre na fundação Calouste Gulbenkian.

Os dados do professor da Universidade de Évora indicam que, sem alterações ao sistema, a taxa de substituição no caso das pensões da Segurança Social aumentaria assim entre 2011 (46%) e 2025 (50,6%), ao contrário do que aconteceria na CGA.

Jorge Bravo entende que o actual sistema de pensões não é adequado nem sustentável. O défice do regime contributivo vai agravar-se até 7% do PIB em 2025 e depois acabará por diminuir mas sobretudo devido ao aumento da disparidade entre o salário médio e a pensão média, explicou o professor.

Para Jorge Bravo, o financiamento das pensões só pode ser resolvido com quatro alternativas: reduzir o valor médio das pensões, aumentar a idade de reforma, aumentar as contribuições e diversificar fontes de financiamento ou alargar a base contributiva. O professor entende então que o sistema deve ser revisto como um todo.

Na abertura da conferência, o presidente da Fundação Calouste Gulbenkian fez questão de frisar que a alteração das regras aplicadas a quem já recebe pensão pode comprometer a relação de confiança entre Estado e cidadãos. Por isso, Artur Santos Silva defendeu que qualquer reforma não deve afectar os actuais pensionistas ou fazê-lo e forma mitigada ou limitada no tempo.

 fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 23:41 | comentar | favorito