Vem aí uma nova taxa sobre as pensões

Passos Coelho não utilizou a palavra "imposto" para falar desta nova medida de austeridade que o Governo pretende adoptar. Há pensionistas que já pagam actualmente uma "contribuição extraordinária de solidariedade".

O Governo quer criar uma nova contribuição sobre as pensões, revelou esta sexta-feira o primeiro-ministro numa declaração ao país. Pedro Passos Coelho não adiantou muitos pormenores.
  
"Precisamos de equacionar uma contribuição de sustentabilidade das pensões, com garantia de salvaguarda das pensões mais baixas", afirmou o chefe de Governo.
  
O primeiro-ministro disse ainda que essa contribuição deverá ser indexada ao crescimento económico. Passos Coelho não utilizou a palavra "imposto" ao falar desta nova medida de austeridade que o Governo pretende adoptar.

No Orçamento do Estado deste ano foi criada a chamada "contribuição extraordinária de solidariedade" sobre as pensões, que foi o segundo artigo que motivou mais pedidos de fiscalização junto do Tribunal Constitucional, mas que acabou por passar. 

Esta taxa começa nos 3,5% e pode ir até 40% nas pensões mais altas. O corte começa nos 1.350 euros. Esta medida do Governo vale 420,7 milhões de euros no Orçamento do Estado.

fonte_:http://rr.sapo.pt/in

publicado por adm às 22:00 | comentar | favorito