Há 40 mil pedidos de reforma à espera de resposta

Função Pública espera mais de um ano por resposta da CGA, diz FESAP.

Há neste momento 40 mil processos de aposentação a aguardar resposta da Caixa Geral de Aposentações e, alguns, estão pendentes há mais de um ano. De acordo com a Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP), esta foi uma informação dada pelo secretário de Estado Hélder Rosalino na reunião de ontem.

"Fomos informados de que, até 31 de Dezembro de 2012, tinham já saído da Administração Pública mais de 50 mil trabalhadores, e que estão neste momento cerca de 40 mil processos de aposentação a aguardar despacho por parte da Caixa Geral de Aposentações, sendo que alguns destes processos estão pendentes há mais de um ano", avança a FESAP em comunicado.

Em Fevereiro, o Diário Económico noticiou que a avalanche de requerimentos de reforma que entraram nos serviços da CGA no final do ano passado (25 mil no último trimestre), devido ao aumento da idade da reforma para os 65 anos, fez aumentar o tempo de espera entre o pedido e a aprovação das pensões que é agora, em média, de cerca de um ano. Já antes, o Diário Económico tinha avançado que, em Dezembro do ano passado, havia cerca de 34 mil requerimentos a aguardar aprovação, dos quais 25 mil eram de reformas antecipadas.

Fórmula de cálculo das pensões e horários de trabalho mantêm-se

De acordo com a FESAP, o secretário de Estado da Administração Pública garantiu ainda que o Governo colocou de parte a hipótese de proceder" a alterações na fórmula de cálculo das pensões ou nos horários de trabalho.

O Governo vai, no entanto, negociar a convergência entre Segurança Social e Caixa Geral de Aposentações no que diz respeito algumas prestações sociais (doença, acidente de trabalho, etc). O projecto de diploma será enviado até 10 de Abril, data da próxima reunião, continua a Frente Sindical.

fonte:http://economico.sapo.pt/n

publicado por adm às 20:55 | comentar | favorito