Valor médio de pensões cai 18% para 1.199 euros

O valor médio a pagar aos novos pensionistas da Caixa Geral de Aposentações CGA caiu 18% no primeiro trimestre, face a igual período de 2012, para 1.199,2 euros, segundo cálculos da Lusa com base nas listas da CGA.

No total, os pensionistas que vão passar para a reforma até março deste ano custarão ao Estado 5,96 milhões de euros, menos 20,1% (1,5 milhões de euros) se comparado com os valores do primeiro trimestre de 2011 (7,46 milhões de euros). 

Na origem desta quebra poderá estar a antecipação em 2013 do aumento da idade da reforma na função pública, dos 63 anos e meio para os 65 anos e as alterações na fórmula de cálculo das novas pensões, bem como o menor número de funcionários públicos que vão passar para a reforma no primeiro trimestre deste ano, face ao ano passado.

O número de pensionistas da Caixa Geral de Aposentações (CGA) que vão passar para a reforma até março caiu 3%, face igual período de 2011, num total de 4.970 novos aposentados (menos 154 funcionários públicos do que há um ano). 

De acordo com as listas de novos aposentados publicadas mensalmente em Diário da República, o Ministério da Educação e Ciência continua a ser o que mais funcionários públicos perdem para a reforma, com 1.271 novos aposentados até ao final de março.

Em segundo lugar surge o Ministério da Saúde, com 996 aposentados a saírem entre janeiro e março.

Segue-se o Ministério da Agricultura, Mar, Ambiente e Ordenamento do Território, que integra os trabalhadores das autarquias, onde até ao final de março passam para a reforma um total de 684 funcionários.

A Força Aérea é o serviço do Estado que paga um valor médio mais elevado aos seus novos pensionistas (2.305 euros), seguido da Armada (1.841 euros), Docentes do Ensino Particular e Cooperativo (1.741 euros) e Ministério da Educação e Ciência (1.574,67 euros).

fonte:http://www.cmjornal.xl.pt/n


publicado por adm às 20:29 | comentar | favorito