Passos Coelho diz que «valor das reformas vai cair 50%»

O valor das reformas deverá cair cerca de 50 por cento nos próximos 20 anos relativamente ao que era atribuído antes do ano de 2007, quando foram introduzidas alterações ao Sistema Público de Pensões, revelou o primeiro-ministro em entrevista ao «Correio da Manhã».

Quando questionado sobre o valor da sua reforma quando atingir a idade legal (65 anos), Passos Coelho é peremptório: «Será sensivelmente metade daquela que existia em 2007; talvez um pouco mais para todos aqueles que entraram na vida activa nos últimos dez anos».

Esta redução resulta, escreve o jornal, em grande parte, do factor sustentabilidade, um mecanismo introduzido na lei pelo anterior Governo e que liga o valor da pensão à esperança de vida, o que dita quebras no valor das novas reformas todos os anos.

Recorde-se que já para o próximo ano, os portugueses que atinjam os 65 anos e se reformarem ficaram sujeitos a uma redução de 3,92 por cento no valor da pensão, sendo que a única forma de escapar a este corte é trabalharem mais quatro a 12 meses, conforme o tempo dos descontos efectuados.

Pensões milionárias

Sobre a intenção do Governo em estabelecer um tecto para as pensões milionárias, o primeiro-ministro acrescentou ao «Correio da Manhã» que «os futuros pensionistas sabem que não obterão da Segurança Social uma pensão superior a determinado valor», e por isso «aconselho-os a fazerem aplicações de poupança de forma a terem uma pensão mais generosa».

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/e

publicado por adm às 11:24 | comentar | favorito